Equipamentos e ReviewsMochilas

Review Mochila Compact Air EXP 10 Deuter

Criada para bike a Deuter Compact Air EXP 10 é uma mochila cheia de funcionalidades interessantes que atende bem que precisa de uma pequena mochila para uso diário, trilhas curtas ou para o uso em viagens como mochila de mão – principalmente se não houver a necessidade de transportar um notebook ou outro item mais volumoso.

Avaliação Compact 10 Deuter

Dentre as muitas funcionalidades da Compact 10 (como chamaremos para simplificar) temos quatro pontos que merecem destaque:

O costado, as alças e a barrigueira são em tela, melhorando bem a respiração do corpo em atividades mais intensas. Chegamos a testa-la em corridas de rua (média de 10Km) – mesmo não sendo um modelo recomendado para este uso – e a mochila não incomodou na transpiração;
– O EXP no nome indica que ela é expansível, no caso da Compact 10 ela ganha mais 3 litros de volume ao abrirmos um zíper (veja melhor isso no nosso vídeo review);
– O porta capacetes, uma rede que fica guardada próximo da capa de chuva, suporta sem maiores problemas um capacete de escalada, testamos com um modelo da Ultra Safe.
A mochila vem com um Streamer de 3 litros! O mesmo reservatório de água da Deuter que temos usado recentemente nas nossas trips por aí e que já ganhou review aqui no site.

Compact 10 Air EXP

Detalhe do costado Air Comfort e das alças também em tela

Suporte para capacete

Porta capacete em uso com um capacete de escalada, um modelo da Ultra Safe.

Compact Air EXP 10 Deuter

Bolsos do porta capacete (em cima) e da capa de chuva, localizados na parte inferior da mochila

Os detalhes reflexivos e a capa de chuva na cor flourescente com o logo da Deuter reflexivo ajudam muito na visibilidade do ciclista em meio ao trânsito urbano. A Compact 10 não foi feita para transportar muito peso e ela nem mesmo tem capacidade para isso, por ter sido criada para bike as alças e a barrigueira dela não são tão acolchoadas quanto as de uma mochila de hiking/trekking, elas foram desenhadas para atuar melhorando a transpiração. O uso dela na bike é ergonomicamente diferente do uso dela em uma trilha, já que na bike a inclinação do tronco do ciclista faz com que o peso da mochila fique concentrado no corpo dela, diferente da situação na trilha, onde o peso da carga se concentra no conjunto alça-barrigueira.

Mochila pequena para bike

O bolso frontal permite o transporte se algumas miudezas bem como um livro (tamanho normal) ou um tablet (testamos com um de 7 polegadas)

A fita peitoral e a barrigueira quando fechadas ajudam a estabilizar perfeitamente a mochila, mesmo em atividades que envolvem movimentação constante.

A Compact Air EXP 10 é muito eficiente no quesito compressão, por ser pequena as alças de compressão laterais atuam muito bem quando precisamos compactar o volume dela. O bolso frontal e suas subdivisões fazem dela uma boa mochila para uso no dia a dia quando não precisamos transportar muitas coisas. Eu a uso diariamente para saídas rápidas onde costumo levar um anorak compacto, tablet, um livro, canetas e um pequeno guarda-chuva. O pouco peso (apenas 990g) e o costado telado (Air Comfort) fazem dela uma boa companheira para o dia a dia. Aliás esta é uma característica de vários modelos da linha de Bike da Deuter, elas são mochilas funcionais que acabam servindo para usos que vão muito além da bike apenas.

mochila compacta

Fitas de compressão laterais e o bolso em tela

Vídeo review mochila Compact Air EXP 10 – Deuter

Avaliação da Compact Air EXP 10 da Deuter

  • Uso: mochila feita para ciclismo em geral, mas que também funciona bem quando precisamos transportar poucos materiais em trilhas curtas, dia a dia ou nas viagens (atuando como mochila de mão)
  • Fabricante: Deuter
  • Site da Marca/Representante: www.deuter.com.br
  • Peso: 990 gramas
  • Dimensões: 44 x 26 x 18 cm
  • Capacidade: 10 litros + 3 litros (EXP)
  • Materiais: Deuter-Microrip-Nylon

Pontos positivos e negativos

  • Pontos positivos: Leve, compacta e multifuncional; inclui porta capacete, reservatório de água de 3 litros e capa de chuva; costado, alças e barrigueira teladas ajudam muito na transpiração.
  • Pontos negativos: o bolso do streamer é um pouco justo e quando o reservatório está completamente cheio pode ser um pouco trabalhoso coloca-lo no espaço destinado a ele. Outro ponto a ser citado é o desgaste dos itens reflexivos, principalmente na barrigueira e na fita na parte frontal inferior da mochila, esses itens apresentaram um desgaste no período em que a mochila ficou em teste conosco (cerca de 6 meses).
Trekker, montanhista, mochileiro e ciclista. Pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, viagens, cerveja e tecnologia.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *