Equipamentos e ReviewsMochilas

Review da Mochila Deuter ACT Trail 32

Leve, confortável, bem desenhada e funcional. Se me perguntassem como eu descreveria a ACT Trail 32 em poucas palavras seria mais ou menos isso aí… Essa é mais uma mochila onde a Deuter acertou em cheio, a ACT Trail 32 é um modelo versátil e coringa para quem se aventura ou viaja por aí. Mesmo com “apenas” 32 litros a mochila se comporta bem em viagens de final de semana, ataques de montanha, hikings rápidos e até mesmo na escalada.

Modelo 2012 da ACT Trail 32

O modelo que estamos revisando aqui é o 2012, mas são poucas as diferenças que notamos entre um modelo e outro – na verdade a maior diferença é uma só. Em uma olhada rápida podemos dizer que o que mudou explicitamente foi a tela frontal, que no modelo anterior servia como um bolso extra e porta capacete, já no modelo 2012 o bolso frontal veio em tecido, sem a tela. Na minha opinião a mudança tem pontos positivos e negativos – dependendo do uso de cada um – a tela é útil no caso de blusas, toalhas e outros itens molhados, mas também pode “estragar” com mais facilidade; já o bolso em tecido é melhor para armazenar itens secos e tem uma aparência mais resistente…

ACT Trail

Pesando apenas 1.320gr, a ACT Trail se mostra leve, confortável nas costas e espaçosa. Não é uma mochila para o dia a dia já que os bolsos na tampa não suportam muita coisa e não possuem divisões internas para separação dos itens, porém, o bolso na barrigueira, o porta garrafas, a tira para pendurar algo na alça, a abertura em U e o bolso frontal expansível fazem dela um modelo muito bom para viagens e caminhadas de um ou dois dias sem acampamento (na verdade é possível acampar usando ela, se for um local quente e um camping minimalista, sem barraca).

A tira de peito e a barrigueira ajudam na estabilização durante os deslocamentos, inclusive os verticais. E por falar em escalada, a mochila permite ao usuário passar a corda ao redor dela, facilitando o transporte.

costado aircontact trail

Detalhe do costado Aircontact Trail

Eu testei ela durante um feriadão na Ilha Grande, além de outras caminhadas e viagens. Um dia na Ilha caminhamos cerca de 16Km e ela não me incomodou em ponto nenhum, eu tinha espaço suficiente para garrafas de água, minhas câmeras, um anorak, comida e outras miudezas – nesta trip ela foi vazia dentro da minha cargueira, somente para servir como mochila de ataque. Outro teste foi durante uma viagem de final de semana até São Paulo, ela foi minha única mochila. Nesta viagem eu levei roupas extras, câmeras, casaco, lanches, óculos escuros, MP3 player, chinelo, toalha, necessaire e outras coisas menores. Essa versatilidade me agrada na ACT Trail 32.

Os tecidos Deuter-Microrip-Nylon e Deuter-HexLite compõe a ACT Trail 32, este último é o famoso nylon com desenho de hexágonos e função “ripstop” presente em várias mochilas da marca alemã. Além disso a Deuter optou por fazer a estabilização e distribuição de carga com um material mais moderno do que barras de alumínio encontradas em muitas mochilas por aí, eles usaram o Delrin uma resina de poliacetal resistente e leve, desenvolvida pela DuPont. Eu acabei descobrindo mais informações sobre o Delrin depois que fizemos o vídeo, por isso eu cito nas imagens que não sabia do que era feita a vareta escolhida para estabilizar a mochila… Aliás, a estabilização com a vareta em “U invertido” funciona muito bem, a distribuição do peso se mostrou eficiente mesmo em movimento. Os zíperes como sempre são os confiáveis YKK. Para aliviar o peso final da mochila e facilitar o manuseio com luvas o fabricante optou por trocar os puxadores dos zíperes por cordeletes com ponteiras de plástico.

alternativa mais leve e funcional para os puxadores dos zíperes

Uma opção mais inteligente de puxador, facilitando o manuseio com luvas!

A abertura frontal e o bolso expansível são os dois grandes trunfos deste modelo na minha opinião. A abertura frontal em U permite um acesso mais rápido e fácil para organizar ou pegar algo na mochila, já o bolso expansível externo situado na frente a mochila permite transportar algum item que ficou de fora ou que chegou depois da mochila já estar arrumada…

A única coisa que faltou – e que falta em diversos modelos da Deuter – é um elástico ou clip para prender o excesso de fita da barrigueira, nada que uma gambiarra não resolva. A Deuter costuma deixar material sobrando nas fitas das mochilas, principalmente na barrigueira. Já notamos isso em outros modelos que passaram aqui pelo site…

Jeitinho brasileiro...

Elástico adaptado para segurar a fita que sobra na barrigueira

São tantos itens em uma mochila que eu resolvi montar um gráfico mostrando melhor a “anatomia” da ACT Trail 32. São bolsos, capa de chuva, porta piolet, porta bastão, porta garrafas, etc..

detalhes da mochila

Além do que foi mostrado no gráfico acima, a mochila conta com um velcro laranja no interior para prender o streamer (bolsa de água) e um compartimento para a bolsa de água ou para separar outros itens.

Dois pontos merecem comentários extras: as tiras de compressão e o bolso da barrigueira. Como pode ser visto acima, as tiras de compressão funcionam muito bem na ACT Trail 32, elas compactam realmente a carga interna, diferente do que acontece com muitas tiras de compressão por aí que apenas fazem “figuração”. O bolso da barrigueira, apesar de ser um item comum e de aparecer somente em um dos lados é espaçoso o suficiente para levar uma câmera digital compacta, uma carteira, celular ou MP3 player, mantendo a mão algo que possa ser útil ao usuário.

Vídeo review

Avaliação da Mochila Deuter ACT Trail 32

Produto: Mochila Deuter ACT Trail 32
Uso: Viagens de final de semana, trilhas curtas, trekkings rápidos no estilo fast and light
Fabricante: Deuter – Alemanha
Site da marca no Brasil: www.deuter.com.br

Ponto positivos: Abertura frontal, capa de chuva embutida, bolso espaçoso na barrigueira, bolso frontal expansível, pouco peso.

Pontos negativos: Falta um elástico ou clip para prender o excesso de fita na barrigueira.

Perfil de usuário: Viajantes de final de semana, montanhistas, escaladores, trekkers e hikers.

Trekker, montanhista, mochileiro e ciclista. Pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, viagens, ciclismo, cerveja e tecnologia.

5 Comments

  1. Olá, gostaria de saber onde encontro dessas mochilas para comprar.

    Moro em sao paulo.

    Obrigada

    1. Olá Giselli, olhe nesta página, no final dela tem uns campos onde você pode buscar as lojas por estado! http://deuter.com.br/ondecomprar

  2. Mario, achei esse modelo por um bom preço numa mochila usada, mas é o modelo antigo. Além do bolso da frente, você saberia me falar mais alguma diferença entre a nova e a antiga? Olhei as fotos e a antiga me pareceu ser menos robusta do que a nova (e não é por causa do bolso frontal). É só impressão minha mesmo ou isso procede? Abraço!

    1. Ihhh Juliana, provavelmente você encontrará reviews do modelo antigo no youtube, assim consegue ter alguma ideia melhor das diferenças. Outra possibilidade é perguntar para própria Deuter – sac@deuter.com.br – em geral eles atendem muito bem o pessoal pelo email. Eu mesmo tiro dúvidas com eles por lá. Abs e bons ventos. Mario

      1. Tá certo, Mario! Vou entrar em contato com a Deuter por e-mail. Obrigada pela dica! Abraço

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.