Eventos

Adventure Sports Fair 2010

Nesta quinta-feira (23-09-2010) saí do Rio de Janeiro acompanhado pela Elque Silva, Fábio Fliess e Marco Telles em direção a São Paulo para visitarmos a Adventure Sports Fair, uma feira de material esportivo, turismo e aventura que acontece do Anhembi entre os dias 23 e 26 de setembro.

DSCF6386

Na entrada fomos até a sala da imprensa para pegarmos nossas credenciais – nosso nome estava na lista de convidados, assim como o nome dos sorteados lá no meu twitter: @trekking. Fizemos a nossa identificação e entramos. A feira está dividida em setores, temos veículos (carros, lanchas, aviões…), equipamentos, vestuário e a parte de turismo. Existem expositores de uma infinidade de coisas diferentes, desde guias de trilhas até aviões e pick-ups.

DSCF6390-2

Na parte de turismo temos stands de alguns estados brasileiros e de algumas regiões e países aqui da América do Sul, uma boa fonte de informação para mochileiros que querem saber mais detalhes sobre o Peru, Patagônia, Mendoza ou a região do Atacama e Antofagasta no Chile. Além disso a feira conta com um stand da ABETA, organização que está tentando regularizar o turismo de aventura e nivelar empresas e guias autônomos que prestam serviço nestas atividades – ponto muito positivo na minha opinião. Mas a ABETA tem gerado polêmica no mundo dos esportes de montanha ao propor algumas questões descabidas. Na minha opinião acho que não devemos tentar controlar um esporte livre, atual situação do montanhismo hoje. Devemos sim, regularizar e treinar quem presta serviços e lucra com a exploração do chamado “turismo de aventura”, mas isso é um assunto para outro texto. Voltemos para a feira!

DSCF6406

É possível brincar em diversos simuladores de esportes. Existe um tanque no meio da feira, abaixo de uma grande “pista” de arvorismo e ao lado de um muro de escalada, com vias do André Belê. Naquele tanque é possível dar umas remadas em caiaques, enquanto isso, no tanque ao lado um mergulhador brinca com o público. Muros de escalada não faltam na Adventure Sports Fair, devemos ter uns 3 ou 4 muros por lá. Além disso temos uma rampa que simula snowboard e três pistas de cross-country, duas para carros (uma da Fiat e uma da Volks) e uma pequena para bikes!

DSCF6412

Outro nicho esportivo que pintou por lá foi a slackline, o pessoal do equilíbrio deu um show a parte em algumas exibições que eu acompanhei.

Adventure Sports Fair 2010 – Slackline from Trekking Brasil on Vimeo.

Se preferir assista este vídeo no Vimeo – http://www.vimeo.com/15265787

Na parte de equipamentos algumas marcas grandes ficaram devendo stands para os visitantes. Senti falta de empresas que estavam somente no Outdoor Business, uma área reservada para os expositores tratarem de negócios. Mesmo assim conseguimos entrar nesta parte da feira e filmamos uns produtos legais da Nômade. Lá no Outdoor Business também estavam a Trilhas e Rumos, Snake, Proativa (com a Deuter, Suum, Princeton Tec, Azteq, Lafuma, Primus, Lorpen, Sea to Summit…), Kampa com suas redes, Solo e alguns outros expositores. Um agradecimento especial ao Fábio da Nômade pela recepção e boa vontade de gravar um vídeo falando de algumas novas botas da marca, com o uso de tecnologias italianas nos ilhoses e até mesmo um modelo totalmente “vegano”! Uma bota sem uso de material animal!!

Adventure Sports Fair – Botas Nômade from Trekking Brasil on Vimeo.

Se preferir assista este vídeo no Vimeo – http://vimeo.com/15302191

Algumas marcas menores e até mesmo alguns expositores chineses estão com espaços na feira. Dois produtos interessantes estavam por lá, os lenços multi-uso ECOHead e os guias da editora Kalapalo. Nos stands fomos muito bem recebidos pelo pessoal da Curtlo e da Kailash. No stand da Kailash/Salomon conferimos de perto algumas novidades em duas mochilas deles e ganhamos uma explicação completa sobre a Creator 40 e Creator 75.

Já no stand da Curtlo acompanhamos de perto os novos lançamentos de roupas e tecnologias que a marca brasileira apresentará ao público em breve. Bermudas com bolsos selados impermeáveis, tecidos com ions de prata e proteção UV, proteção bactericida nos tecidos da linha Thermo Skin e um novo desenho de canaletas na estrutura das peças, um hydrapak de 2 litros ultra resistente (já está na minha lista de compras! Cheguei a pisar em cima de um cheio de água!), entre outros detalhes. Produtos que mostram a busca por inovação desta empresa brasileira com 18 anos de história. A Curtlo estava exibindo um vídeo da fábrica onde era possível acompanhar o processo de fabricação dos produtos da marca.

Uma coisa que eu senti muita falta na feira, além dos stands de algumas marcas importantes como eu citei antes, foi a impossibilidade de comprar os produtos expostos. Poucos stands estavam vendendo. Isso deixa o conceito de “feira” um pouco sem sentido para o grande público. Os expositores poderiam rever esta idéia no ano que vem.

DSCF6424

Outra coisa legal: volta e meia acontecem palestras dos mais variados assuntos em algum ponto da feira. Vale a pena verificar a agenda das palestras para se antecipar e não perder alguma coisa interessante.

DSCF6426

A Kodak e a Samsung estavam apresentando alguns produtos por lá. Na Samsung o destaque fica para a linha de câmeras DSLR da marca e para U10, uma filmadora full HD que cabe no bolso. No stand da Kodak eu conferi de perto a evolução da minha Zx1 (usada para gravar os vídeos que estão aqui). Trata-se da “Kodak Play Sport”, uma câmera pocket, assim como a da Samsung, mas com resistência a até 3 metros de profundidade e outros pontos interessantes.

Muita gente conhecida no meio esportivo estava por lá. Entre os nomes mais famosos eu vi o Eliseu Frechou, a Renata Falzoni (legal vê-la de perto já que eu acompanhei os vídeos da cobertura que ela fez da Copa do Mundo e gostei muito), o Sabiá (paraquedista) e o André Belê (escalador e route setter). Entre os blogueiros e montanhistas amigos/conhecidos estavam por lá o Parofes – que mantém uma coluna no Alta Montanha – e o Tácio Philip. Aconteceu também uma palestra com o “Nativo” do Clube Paranaense de Montanhismo, CPM.

DSCF6481-2

Junto comigo estavam a Elque Silva – do Alma Aventureira; Mac Telles e Fábio Fliess do Natureza a Dentro.

DSCF6455

Um ponto negativo:

Uma coisa marcou negativamente a minha passagem na feira, mas foi uma questão que não tem relação com a organização da Adventure, mas sim com um expositor. O dono de uma empresa que estava expondo óculos e viseiras de ski solicitou que nós apagássemos as fotos que fizemos dos produtos deles pois não queria que seus concorrentes descobrissem seus segredos… Bem, não vou mencionar o nome da empresa por questão de ética, mas acredito que se alguém se propõe a expor numa grande feira esportiva é porque quer que seus produtos sejam divulgados e vistos por seu público alvo. A Elque estava precisando de uma viseira de ski com suporte para óculos de grau, pensou em comprar uma com ele lá, mas depois deste pequeno “problema” acabamos ficando com uma imagem negativa da marca. Afinal de contas, se uma empresa trata assim alguém que pode ajudar a divulgar seus produtos e aumentar a sua visibilidade e vendas como ela tratará um cliente? E se o produto apresentasse algum problema depois? Como seria o contato com a empresa? Eu acabei voltando de São Paulo com um ótimo óculos com 100% de proteção UV e fator de proteção 4 para usar na viagem de 2011 até a Bolívia. Felizmente comprei na Decathlon…

O que eu achei??

A Adventure Sports Fair é interessante, vale a pena visitar a feira na minha opinião, mesmo com a frustração de não poder comprar algumas coisas que eu gostei e com o estacionamento custando R$ 25,00. Outro item que me incomodou é que muitas marcas grandes estavam concentradas somente na área do Outdoor Businnes, uma área em que o público normal aparentemente não vai acessar, já que ela é voltada para o fechamento de negócios entre as empresas e possíveis clientes – mas eu já fiquei sabendo que para 2011 eles prometeram descer. A maioria esmagadora dos expositores são atenciosos e gostam de trocar informações com o público. Existe uma área perto da praça de alimentação onde é possível comprar alguns produtos ecologicamente corretos e peças de artesanato. Os simuladores fazem a festa da criançada e de alguns adultos também. Gente bonita é o que não falta, principalmente no time feminino.

DSCF6490

Eu visitarei com certeza a feira novamente no ano que vem. Gostei muito do contato com os expositores e da possibilidade de ver de perto detalhes de produtos que me interessam e que ainda serão lançados, espero mesmo que no ano que vem as marcas desçam do Outdoor Business e tenham mais contato conosco lá embaixo. As experiências que eu tive com a Curtlo, Kailash e Nômade neste sentido foram muito proveitosas, o Fábio Fliess e o Mac Telles bateram um bom papo também com o pessoal da Editora Kalapalo e de alguns outros stands. Parabéns aos responsáveis pelas empresas pela atitude de atenção com seu público! Parabéns a organização da Adventure Sports Fair em proporcionar ao público esse contato mais próximo com os produtos e marcas que gostamos de usar. Visitem a Adventure Sports Fair 2010!! Nos vemos lá no ano que vem, até 2011!!

DSCF6514

Detalhes:

Evento: Adventure Sports Fair – feira de esportes e turismo de aventura
Site e infos: http://www.adventurefair.com.br/novo/default.asp
Onde: Anhembi – São Paulo
Quando: de 23 a 26 de setembro de 2010
Quanto: R$ 20,00
Estacionamento: R$ 25,00
Quem deve ir: pessoas que gostam de esportes de aventura e lojistas do ramo

Trekker, montanhista, mochileiro e ciclista. Pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, viagens, cerveja e tecnologia.

You may also like

8 Comments

  1. Mario,
    Gostei muito da matéria sobre a Adventure Sport Fair na qual também tive o prazer de lá estar. Assino embaixo todas as críticas e elogios que vc fez ao evento.
    Quanto ao blog, acompanho suas matérias e sempre que posso estou divulgando seu trabalho.
    Grande abraço amigo

    Roberto Macchiute
    Guia de Turismo coordenador da Comunidade de Aventuras
    AVENTURAS DO RIO / 2010

  2. Prezado,

    Show de Bola Mario, parabéns pelo material e grato por disponibilizá-lo.

    Grande abraço.

  3. Legal seu texto. Não sei se é saudosismo, mas como eu visitei as primeiras feiras no prédio da Bienal no Ibirapuera (e a feira ocupava o prédio todo e vc ainda podia comprar equipos e encontrar mais marcas e lojistas), achei a feira desse ano estupidamente pequena e voltada praticamente ao turismo, quase nada de montanhismo e escalada.
    E da próxima vez que nos trombarmos por ai me fale!!!
    abraços!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.