Eventos

11ª Mostra de Filmes de Montanha Banff Rio – 2º Dia

Mais uma noite de mostra e desta vez com filmes um pouco mais equilibrados e mais curtos. Este domingo (13-11-2011) reservou algumas boas surpresas para os espectadores da Mostra Internacional de Filmes de Montanha deste ano, alguns filmes que eu não apostava muito foram bem equilibrados e com uma produção mais desenvolvida, foi assim com o filme sobre a copa de Bike de Araxá e o “Com a mãe da Joana”. Vamos as resenhas!

Banff Rio Mostra Competitiva – 13/11/11 – 18h

Borboleta Azul

Borboleta azul é um filme da Apae-SP em parceria com a OBB (entidade esportiva com cunho educacional bem conhecida em São Paulo). O curta de 13 minutos foi feito por uma produtora, o que já garante cenas e roteiro mais estruturados, sem mencionar que a mensagem de integração e inclusão através do trekking é muito interessante. O retiro mostra um grupo de alunos de uma unidade da Apae-SP saindo para alguns dias de trekking e camping com uma equipe da OBB, durante esses dias eles são incentivados a cuidar do acampamento, fazer o café da manhã e guiar o grupo em trechos da caminhada, tudo isso visando desenvolver a auto-confiança nos jovens. Me agradou, tanto pela proposta de inclusão quanto pela produção, mas por nãos er um filme de “ação” não deverá ganhar muitos votos por parte da platéia. Confira o trailer:

Arredores

Arredores é um filme feito na região de Castelo no Espírito Santo, um filme multisportes que aborda escalada, slackline, base jump e parapente. Algumas imagens interessantes, mas por não ter uma constância nas câmeras usadas o filme tem variações de qualidade nas imagens, se alternando entre boas e fracas – para a exibição em um cinema. Mas ainda assim o filme agradou a maioria, principalmente pelos pontos divertidos, aliás acho que essa é a grande fórmula do Banff aqui no Rio, misturar diversão e ação em um mesmo filme, os resultados sempre são positivos. A produção não foi tão básica mas eles podem melhorar para os próximos anos! Gostei do filme, mas se melhorarem um pouco a produção e a edição podem refina-lo. Quem sabe os produtores não nos mostram algum cenário capixaba no banff 2012 com um pouco mais de refino! ;)

Copa Internacional de Mountain Bike – Araxá 2011

Eu esperava que esse filme estivesse entre os azarões da noite, mas me enganei, com 12 minutos de duração este curta mostra a copa internacional de Mountain Bike que aconteceu este ano em Araxá, edição bem feita e uma trilha sonora compatível fizeram do filme uma opção agradável aos que gostam de bikes. Melhor do que a minha opinião é conferir o filme na íntegra, fiquem com o vídeo!

Quanta Patagônia

Quanta Patagônia era o que eu esperava mais nesta sessão, filmes de escalada na Patagônia sempre reúnem fatores interessantes para quem gosta do mundo vertical, principalmente as belas cenas e as constantes roubadas impostas pelo clima péssimo do local! O filme é uma junção de cenas de duas viagens de um trio de escaladores de Brasília pela região do El Frey e El Chaltén na Argentina. Após 30 dias de perrengues climáticos eles fazem algumas belas escaladas e levam para telonas lindas cenas das montanhas da Patagônia. Filmes de escalada sempre são bem vindos ao Banff, os montanhistas compõe a grande parte do público presente no cinema, se a produção tiver diversão e boas cenas ela já empolga e arranca risadas e aplausos da platéia, foi essa a fórmula de Quanta Patagônia durante seus 23 minutos de duração. Mesmo batendo de frente com as boas produções desta sessão parece que vai levar a escolha do público. Gostei, ri bastante e curti as imagens.

O vídeo abaixo é uma versão diferente daquele que foi exibida no Cine Odeon, mas já é possível ter uma ideia de como foi o filme, mesmo sendo outra edição e trilha.

Banff Rio Mostra Competitiva – 13/11/11 – 20h

A Dança do Tempo

A Dança do tempo é um filme experimental sobre natureza, e mesmo contando com lindas imagens e uma bela edição o filme não empolgou tanto, mas arrancou um longo aplauso da platéia no final dos ses 22 minutos de exibição. O filme é resultado de 4 anos de filmagens – 4 anos para gerar 22 minutos de imagens, cinema é assim mesmo. As imagens são espetaculares, os time lapses são incríveis e algumas imagens em macro também, mas com uma trilha sonora instrumental o filme não empolga tanto. Mesmo sendo uma produção bem feita ele não irá levar os prêmios da platéia, mas é um forte concorrente a ganhar algum prêmio pelo juri oficial, principalmente o de edição. Confira o trailer:

Com a mãe da Joana

“Com a mãe da Joana” é um piloto para um programa de televisão no estilo “Nalu pelo Mundo”. Joana é uma menina de 4 anos filha de um casal de escaladores e viajantes que acompanha a mãe dela durante as suas viagens e aventuras pelo nordeste do Brasil. Com uma edição que mistura filme e desenho animado o vídeo divertiu a platéia durante seus 30 minutos de duração. A fórmula “uma criança divertida” e “aventura” parece que dá certo e conquista o público. Pecou na qualidade das imagens e em alguns itens da edição, mas foi divertido, agradou na trilha sonora e nas informações e ganhou bons aplausos.

Red Bull Psicobloc

Red Bull Psicobloc é uma das boas produções da Red Bull no ramos dos esportes radicais. O Psicobloc é uma pártica de escalada que acontece sem equipamentos e em blocos de pedra que ficar em rios ou no mar, possibilitando que o escalador escale no limite e caia na água. Ainda que a queda seja aparada pela água um tombo de 10 ou mais metros de mau jeito, mesmo que na água, pode causar lesões. O desafio proposto pelos irmãos Pou para o evento era solar uma via de rocha quebradiça nas paredes do cânion do Talhado, na fronteira entre Sergipe e Pernambuco. Para a competição a Red Bull reuniu grandes nomes da escalada nacional como Ralf Côrtes, Lucas Marques, Cesar Grosso, Felipe Camargo “Pikuíra”, Janine Cardoso e Cauí Vieira. Belas cenas, ótima edição, qualidade de imagem e o esporte certo no local certo, Red Bull Psicobloc prendeu a atenção do público, arrancou comentários e uns “putzzz” da platéia e levou meu voto nesta sessão da Mostra de filmes de montanha.

Resumo

Este segundo dia de Mostra foi mais equilibrado, com produções bem editadas e com melhor roteiro, um passo para uma mostra com produções melhores no futuro, deixando claro que não existirá espaço para filmes muito amadores no futuro da Banff Rio. Nas sessões de segunda feira (14-11-2011) veremos os filmes da mostra Internacional, é o dia mais lotado e também o dia com as produções ainda mais refinadas. Nos vemos mais tarde no Cine Odeon!

Trekker, montanhista, mochileiro e ciclista. Pratica esportes outdoor desde 1990. Apaixonado por equipamentos, fotografia, viagens, cerveja e tecnologia.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.